logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Umidade do solo provocou queda de árvore em Porto Alegre, diz laudo

arvore

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) divulgou nesta quarta-feira (4) o laudo final que aponta as causas da queda de uma árvore no Parque Farroupilha (Redenção), em Porto Alegre, no sábado (31). Segundo os engenheiros agrônomos Sérgio Tomasini e Paulo Jardim, e a bióloga Regina Patrocínio, responsáveis pela análise, a árvore tombou devido à alta umidade do solo, agravada pelo período chuvoso na capital gaúcha.

O laudo também indica que a árvore de 25 metros de altura estava aparentemente saudável por fora, sem sinais de processo de desvitalização e sem a presença de doenças ou hemiparasitas, como erva-de-passarinho. No entanto, por dentro a árvore estava podre, como adiantou ao G1 o secretário do Meio Ambiente da capital, Cláudio Dilda logo após a perícia realizada no local. O estudo divulgado nesta manhã apontou que o processo de degradação interna do vegetal se iniciou no sistema radicular e se alastrou para a região entre o tronco e as raízes da árvore.

A queda ocorrida no final da tarde de sábado matou um homem de 64 anos e três pessoas ficaram feridas, sendo dois homens e uma mulher.
Um jovem de 21 anos continua internado. Ele estava no Hospital de Pronto Socorro, mas foi transferido para o Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, às 23h30 de terça-feira (3). Conforme o HPS, ele seguia em estado gravíssimo. Já o Mãe de Deus ainda não atualizou a situação do paciente.

A árvore que caiu na área conhecida como cachorródromo no parque, um dos mais frequentados de Porto Alegre, era um eucalipto citriodora de casca lisa, segundo a Smam. O vegetal tinha mais de 50 anos, e pesava em torno de cinco toneladas. Após a queda, a prefeitura informou que irá fazer uma análise das árvores nos principais parques da capital.

 

FONTE: G1