logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Principal bebida do gaúcho, preço da erva-mate sobe 30%

chimarrao

Os gaúchos gostam de preparar o chimarrão. Entretanto, o hábito que caracteriza o Rio Grande do Sul está ficando cada vez mais caro. Desde maio, o preço da erva-mate, na Região Central do estado, já subiu 30%. Segundo economistas, o valor deve continuar aumentando.

Com o aumento do preço nos últimos três meses, o quilo da erva, que em maio custava, em média, R$ 6, agora está custando R$ 8. Nos supermercados, algumas marcas custam ainda mais caro, sendo vendidas por mais de R$ 12. Para levar para casa os consumidores pesquisam nas prateleiras.

De acordo com o índice que mede o custo de vida no município, a erva mate foi um dos itens que mais teve aumento de preço este ano. Foram pesquisadas 10 marcas em sete supermercados da cidade. “O que influenciou a subida de preço da erva mate foi a redução de oferta nas regiões produtoras, já que alguns agricultores resolveram plantar outra cultura, além do frio intenso”, explica o economista Mateus Frozza.

A notícia amarga do economista é que o preço deve subir mais no mês de setembro. “A acomodação dos preços da erva mate tende a chegar no mês de outubro. Vai pesar no bolso”, garante Frozza.

Como gaúcho não abre mão do chimarrão, para o bolso não roncar, o jeito é economizar na erva. O estudante Ivo Pereira tem a solução. “O jeito é usar uma cuida menor, porque deixar de tomar, isso não vai acontecer”, brinca Pereira.

 

FONTE: G1