logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Secretaria da Saúde recomenda cuidados com baixa umidade de onda de calor

baixaumidade

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) faz algumas recomendações à população quanto a baixa umidade e o forte calor registrado nos últimos dias. São alguns cuidados que as pessoas devem tomar e ficar atentas para evitar problemas de saúde, principalmente respiratórios e de pele.

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE), nesta semana foram registrados índices de umidade do ar abaixo dos 30%, além de temperaturas que ultrapassaram os 35°C. Essa situação representa uma condição adversa para a saúde, podendo causar:

- Ressecamento de mucosas do nariz e da garganta;

- Inflamação das vias aéreas superiores, podendo desencadear sensação de secura e ressecamento da mucosa nasal, sangramento, obstrução nasal, espirros, dificuldade para respirar, tosse, crises de asma e rinite;

- Aumento do risco de infecções respiratórias;

- Piora das doenças respiratórias preexistentes, como asma, bronquite, rinite e enfisema;

- Ressecamento da pele;

- Irritação dos olhos por ressecamento, com vermelhidão, ardência, sensação de areia nos olhos, coceira e aumento das conjuntivites alérgicas.

De acordo com o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), os sintomas podem ser intensificados na presença de poeira e outros poluentes atmosféricos. Crianças, idosos e pessoas que já possuem histórico de doenças respiratórias crônicas são os grupos mais vulneráveis neste período e precisam redobrar os cuidados.

Algumas recomendações

- Pessoas com doenças crônicas cardiorrespiratórias e/ou metabólicas e idosos devem evitar exercícios físicos;

- Evitar exercícios físicos em locais de poluição atmosférica acentuada, como em vias de alto trânsito de veículos;

- Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição), especialmente se permanecer em locais com ar condicionado;

- Lavar as narinas com soro fisiológico e/ou fazer inalações com o mesmo produto várias vezes ao dia;

- Utilizar soluções oftálmicas umidificantes (lágrima artificial sem conservantes), várias vezes ao dia;

- Evitar banhos com água muito quente (ressecam a pele) e utilizar cremes hidratantes para a pele e protetor labial;

- Evitar exercícios físicos quando o calor estiver intenso;

- Não usar o umidificador elétrico por muitas horas seguidas; o ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor, o que pode ser agravado em ambientes com carpete e papel de parede;

- Manter os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;

- Evitar lugares fechados e de grande aglomeração;

- Colocar recipiente com água ou pano molhado nos ambientes ajuda a amenizar a baixa umidade e seus efeitos, assim como passar pano úmido sobre os móveis.

 

FONTE: ASSESSORIA SES/REDAÇÃO SECOM (51) 3210.4305