logo fm91 logo 1500am whats-radio9

CNH Social vai fornecer habilitação gratuita para 7 mil gaúchos

CNH

 

O Governo do Estrado, por meio do Detran/RS, lançou nesta terça-feira (5) o programa CNH Social, dando início ao período de inscrições, que se estende até o dia 29 deste mês. A medida vai fornecer a Carteira Nacional de Habilitação gratuita para 7 mil gaúchos. 

O evento ocorreu no Palácio Piratini e contou com a presença do secretário da Administração e dos Recursos Humanos, Alessandro Barcellos, do chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, do secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Marcelo Daneris, e do presidente do Sindicato dos CFCs, Edson Cunha, além do diretor-presidente do Detran/RS, Leonardo Kauer. Na oportunidade, foi assinado o edital de inscrições para o programa pelo presidente do Detran/RS.

Kauer lembrou o papel que a autarquia assumiu nos últimos anos, de um órgão que se preocupa em criar, gestar e implantar políticas públicas na área de trânsito. "A CNH Social é uma política pública de ação afirmativa que busca a inclusão dessa parcela da população que não tinha a oportunidade de se habilitar, especialmente das mulheres, que hoje representam não mais do que 2% dos condutores habilitados nas categorias C, D e E". Kauer também agradeceu à Secretaria da Administração e Recursos Humanos, à Casa Civil e à Procergs, que atuaram junto com o Detran/RS para tornar o programa realidade.

Para o chefe da Casa Civil, a CNH Social é mais um instrumento de inclusão produtiva, integrada ao programa gaúcho de distribuição de renda, o RS Mais Igual, e tem papel igualmente importante na recuperação da imagem do Detran/RS e na valorização dos seus servidores.

Alessandro Barcellos, secretário da Administração, lembrou que o programa não tem só importância como instrumento de desenvolvimento econômico e social, que hoje é requisito para o mercado de trabalho, mas também tem papel importante para a segurança do trânsito. "Estamos falando da formação, aptidão e capacidade de conduzir um instrumento que pode se transformar em uma arma".

Os benefícios serão distribuídos em 1,4 mil primeiras habilitações, 1,4 mil adições de categoria e 4,2 mil mudanças de categoria, sendo 840 destinados à mudança para categoria "C", 2.940 destinados à mudança para categoria "D" e 420 destinados à mudança para categoria "E".

 

FONTE: GOVERNO RS