logo fm91 logo 1500am whats-radio9

CVV de Chapada encerrou atividades

 

Selo VALORIZACAO DA VIDA

 

O CVV (Centro de Valorização da Vida) é uma das organizações não-governamentais (ONG) mais antigas do Brasil. Fundado em São Paulo no ano de 1962 por um grupo de voluntários, foi reconhecido como entidade de utilidade pública federal pelo decreto lei nº 73.348 de 20 de dezembro de 1973. Sua atuação baseia-se essencialmente no trabalho voluntário de milhares de pessoas distribuídas por todas as regiões do Brasil.

As pessoas que procuram o atendimento não precisam se identificar ou criar vínculos com a entidade para usufruir dos benefícios oferecidos. Tudo é confidencial, inclusive a identidade das partes envolvidas.

Em Chapada, o CVV desenvolveu o trabalho voluntário desde 15 de setembro de 1999 até o ano de 2013, sendo descredenciado em outubro. O Posto do CVV de Chapada, que sempre foi exemplo dentro do Grupo CVV, vinha sofrendo com a dificuldade de conseguir voluntários e pela falta de espaço para os atendimentos. Para não deixar de atender, as voluntárias atendiam em casas ou as pessoas as procuravam para conversar.

Neste ano, o CVV teve dificuldade de participar do CN (Conselho Nacional), e também por não ter voluntários para o trabalho, o posto de Chapada será fechado. O posto que não participa do encontro é automaticamente desclassificado do Grupo CVV, é uma regra da organização.

Para retornar com o posto no município, precisa-se de voluntários para o trabalho, e na hora que tiver pessoas disponíveis, o CN do Grupo CVV vem para realizar uma reciclagem.

“A gente lamenta esse descredenciamento, mas sabe-se que isso não é um fim, que pode ser revertido, e conversando com a Marta que é do CVV de Novo Hamburgo, a quem a gente reporta, e até repassando a nossa situação, eu disse que vejo isso como o fechamento de um ciclo. O CVV de Chapada quebrou muitos paradigmas, porque o CN levava a coisa muito rígida, era só o plantão, e nós além do plantão realizávamos o seminário, fazíamos atendimento nas casas, nós damos a nossa contribuição”, disse Sumara Lisboa no programa Ponto de Vista do dia 2/11, na Simpatia.

 

FONTE: ABCNotícias