logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Cidadania Urgente, por Eloy Milton Scheibe

 

textossite

Cidadania Urgente

 

Por Eloy Milton Scheibe

 

Não poderia ter momento melhor para falar e tratar de cidadania como este que o nosso país vive. Cidadania significa o cidadão no gozo de seus direitos civis e políticos de um estado, que neste caso se refere ao país Brasil. Sempre penso que em nossa pátria amada buscamos demais os direitos e de menos os deveres, mas isto não retira o sentido da palavra cidadania, porém, exime o mesmo cidadão de fazer a sua parte no contexto.

Digo isso por perceber, que nossas entidades têm enormes dificuldades até para compor seus quadros diretivos. Encontrar pessoas dispostas para fazer parte da diretoria de clubes, associações, igrejas, escolas e demais entidades chega a ser um verdadeiro sacrilégio. A maioria das pessoas em condições, e quando falo em condições me refiro a conhecimento e disponibilidade de tempo de reger os destinos destas sociedades se omitem e sequer se dignam a colaborar nas entidades e na política. Desta forma as nossas sociedades, verdadeiras escolas de liderança, andam capengas por possibilitarem os menos habilitados a exercer tal papel. Assim o resultado fica imensamente prejudicado.

Estou aqui me referindo ao projeto Cidadania Urgente, resultado de uma parceria entre Rádio Simpatia e Jornal de Chapada e que agora terá sequência no ABCNotícias em parceria com a Prefeitura Municipal de Chapada estar em pleno andamento e produzindo resultados maravilhosos. Vemos todos os envolvidos com o projeto empolgados, especialmente alunos e professores, e, creio não ser diferente com o prefeito municipal Carlos Catto, em síntese, quem deu a palavra final para implantação desse projeto por ser o gestor do erário público.

Liderança se treina sim, e esses jovens alunos envolvidos participando e opinando com matérias e trabalhos criados por eles próprios sendo publicadas no rádio e no jornal são o verdadeiro exercício de formação de um cidadão. Vamos tentar entender o que estão sentindo pois lhes pesa nos ombros a responsabilidade de crescer como cidadãos e nem por isso estão desanimados, descrentes ou indiferentes ao projeto. Por isso quero chamar atenção para que este projeto não “passe batido”, como se diz popularmente. Agora é dever de todos falar sobre o que foi dito ou feito no rádio e para o que está escrito ou posto no jornal. É hora de valorizar quem está se esforçando para fazer um bom projeto além de exercer a boa cidadania e treinar a liderança. Estes jovens agora envolvidos terão em suas mãos os destinos de Chapada ou do município que adotarem no futuro e quanto mais completos forem, melhores cidadãos serão.

Este papel não é apenas da escola, da prefeitura ou do meio de comunicação. Estes são apenas os agentes que conduzem o projeto. Um papel decisivo está com os pais e com a sociedade. Que cidadãos querem no futuro? Alguém que fique indiferente a tudo e sequer se importe com o que acontece ao seu redor? Que talvez produza o estado de inércia ou pior, usurpador dos bens públicos que vemos até em algumas autoridades? A indiferença dos pais e da sociedade é crucial na produção de maus cidadãos. Assim é bom ter claro, como cidadão, que município, estado ou país vamos legar para nossos filhos e netos. É bom pensar nisso para não ser taxado de irresponsável nos dias finais da vida.

 

Coluna publicada na edição de 26 de julho de 2013, do Jornal ABCNotícias.

 

SEJA ASSINANTE DO ABCNOTÍCIAS E DO JORNAL DE CHAPADA!