logo fm91 logo 1500am whats-radio9

4 de dezembro: 28 anos da morte de Teixeirinha

TEIXEIRINHA

 

Neste dia 4 de dezembro, há 28 anos, morria, vitimado por um câncer, o maior ídolo popular que o Rio Grande do Sul já viu. Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha, vendeu milhões de discos, estrelou 12 filmes e deixou incontáveis fãs espalhados pelo Brasil afora.

Durante a maior parte de sua vida, duas mulheres dividiram o coração de Teixeirinha. Em 1956, quando morava em Santa Cruz do Sul, conheceu Zoraida, quatro anos mais jovem. Casaram-se um ano depois, e foi com ela que o músico ficou até a morte, em 1985. Tiveram quatro filhas: Margareth, Elizabeth, Fátima e Márcia. Porém, nos palcos e na estrada, sua parceira era Mari Terezinha, 20 anos mais jovem que ele.

Eles se encontraram pela primeira vez quando ela tinha 15 anos, em Bagé. Graças ao seu talento na gaita, foi convidada para apresentar-se com ele em um show. O sucesso foi tamanho, que a dupla manteve-se por 21 anos. Com Mari, Teixeirinha teve um casal de filhos, Alexandre e Liane.

Zoraida e Mari sabiam uma da outra e mantinham cordial distância. Se, na estrada, Teixeirinha era companheiro de Mari, tudo mudava na chegada a Porto Alegre. O músico nunca deixava de voltar para a casa que construiu no Bairro Glória, onde vivia com a mulher e as filhas.

 

FONTE: ZH