logo fm91 logo 1500am whats-radio9

A arte de viver: escreva suas páginas..., por Claudir Pressi

 

textossite

 

Viver é uma arte. Oportunidade única que nos foi dada gratuitamente. As páginas da vida são escritas aos poucos e quanto mais autênticas elas forem, mais próximos chegamos da nossa essência humana e do caminho que nos cabe percorrer. E o quanto temos lutado para fazer da nossa vida um livro em que o final nos deixe com mais vontade ainda de escrever outro, porque foi desafiador sim, mas de modo especial porque em cada página está o gosto e o sabor da vitória de que valeu a pena.

Sabemos que não é fácil escrever páginas que traduzam com autenticidade a nossa vida, mas a tarefa de dar forma ao livro é de cada um. Os outros podem ser coautores do livro sim, mas a primeira tarefa é pessoal. E é por isso que a arte de viver é muito maior do que dar explicações ou encontrar razões quanto a sua repetição. Na prática, isso não é visível e concreto. Melhor e mais conveniente é fazer dela, a nobre e exclusiva realidade para viver, pois somos únicos e, portanto, irrepetíveis.

Mais do que preocupar-se em buscar justificativas e argumentos para defender teorias ou filosofias particulares precisamos contribuir para que possamos aprofundar e qualificar a nossa existência, de modo a proporcionar um desenvolvimento que garanta a sustentabilidade a toda a humanidade. É assim a arte de viver!

Evidentemente, que todos os dias, apresentam-se possibilidades e recebemos chances para perpetuar, e também que nos são oferecidos espaços e condições para alcançar e realizar projetos e sonhos a cada dia. Enfim, temos um tempo para deixar nossas marcas na história e contribuir para a evolução humana e sua edificação.

A própria natureza revela a sua força da renovação e transformação. Portanto, cada pessoa participa na vida do outro, e seu modo de vida pode servir de inspiração e referência no desenvolvimento pessoal. Assim, passa a ser aprimorado o modo de vida, fazendo correções e adaptações que favoreçam o aperfeiçoamento do indivíduo, tanto pessoal, como social. Eis aí uma das inspirações e razões para escrever suas páginas da vida.

Numa sociedade cada vez mais setorizada e, ao mesmo tempo, organizada por superestruturas, tanto de poder político, como econômico, surge maior atenção e capacidade de adaptar trabalhos, projetos, ideias e, sobretudo uma visão larga em todos os aspectos que envolvem a nossa vida. E ela jamais poderá seguir um ritmo que lhe sejam negados os princípios e as necessidades substanciais. Não se trata de mudar tudo, mas identificar as mudanças para tornar a vida uma arte de viver.

Precisamos ter atitudes que busquem captar as propostas meramente interesseiras e de conteúdo superficial ao ser humano e exercitar a arte de viver. Assim, poderemos escrever as páginas do livro de nossa vida.

 

TEXTO PUBLICADO NO JORNAL ABCNOTÍCIAS DE 10 DE JANEIRO DE 2014