logo fm91 logo 1500am whats-radio9

O que é sagrado? Por Jefferson Ramos

textossite

 

Uma notícia que chama a atenção esta semana é o roubo de uma ampola com o sangue do Papa João Paulo II. O relicário era mantida na igreja de San Pietro Della Lenca, em L’Aquila, na região italiana de Abruzzi, o objeto foi roubado junto com um crucifixo durante a noite do domingo (26), fontes policiais informaram que há hipótese de o sangue ser utilizado em um ritual satânico.

João Paulo II deixou extensas e inabaláveis provas de sua santidade e de uma sabedoria que não atinge somente o âmbito espiritual, mas sim todos os setores de uma sociedade com o ideal de coletividade e fraternidade.

Com seu característico ar de tranquilidade, levou ao mundo um jeito sereno e humilde de tocar o coração de todas as religiões. Diante de uma biografia como a do Papa, fico tentando entender o porquê de o sangue precisar estar em uma ampola.

Para mim; “extrair o sangue de João Paulo” é cultivar e propagar a sua história, seus conceitos e suas lutas. Se apossar de seu legado é, e sempre será usufruir de seus estudos, pensamentos e ações sempre ricas de valores cristãos e humanitários.

Tenho em minha mesa de trabalho a coletânea “As mais belas preces de João Paulo II”, livro organizado por João Carlos Almeida, e que faz uma compilação de textos e preces do Papa e que nos faz reviver nos lábios e na mente toda a santidade de um homem iluminado e aclamado por todos.

Tais orações traduzem em palavras o que ele sempre estampou em seu olhar. A paz, o amor e o respeito. Um prato cheio para quem quer banhar-se com a sabedoria de João Paulo II. Além deste livro, tantas outras leituras e materiais mostram um ser capaz de dar-se por inteiro para uma causa maior. E assim ele o fez em toda sua vida. Deu o melhor de si. E permanece nos corações, nas mentes e na história da humanidade. Resta lamentar a falta de discernimento perante o significado do que realmente deve ser cultuado e cultivado.

Morre o homem, fica sua história e seu legado. O seu sangue? Ele já deu em vida!

 

TEXTO PUBLICADO NO JORNAL ABCNotícias de 31 de janeiro de 2014