logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Avião desaparecido pode ter viajado por quatro horas depois do último contato, diz jornal

aviao

Investigadores americanos suspeitam que o voo desaparecido da Malaysia Airlines tenha permanecido no ar por cerca de quatro horas depois de ter atingido sua última localização confirmada, divulgou nesta quinta-feira The Wall Street Journal. A informação aumenta a possibilidade de o avião ter voado uma grande distância em condições que ainda são desconhecidas.

A possível nova descoberta é baseada em dados que foram automaticamente enviados para a empresa Boeing, como parte de um programa de monitoramento. De tempos em tempos, um sistema a bordo, disponibilizado pela companhia Rolls Royce, manda informações como estado do motor, operações e movimentos da aeronave em um esquema de manutenção de rotina.

Oficiais acreditam que o tempo total de viagem do voo 370 tenha sido de cinco horas. Conforme o jornal, relacionando-se uma velocidade estimada da aeronave com o período no ar, o avião poderia ter atingido o Oceano Índico, a fronteira do Paquistão ou o Mar da Arábia.

Nesta quinta-feira, vietnamitas responsáveis pelas buscas reportaram não ter encontrado detritos ao voar pela área marítima que autoridades chinesas haviam apontado como possível localização do avião desaparecido.

FONTE: ZERO HORA