logo fm91 logo 1500am whats-radio9

5 ou 95, por Gláucia Knob

textossite

 

Há um texto de autoria desconhecida que circula pela internet e que aborda a questão da porcentagem possível de ser trabalhada numa pessoa. Em certo momento da leitura, há a abordagem de que apenas 5% de todos os médicos, fotógrafos, motoristas, vendedores e garçons, realmente atuam com o intuito de contribuir para um mundo melhor. E os outros 95%?

Eles são medíocres, passam pela vida sem deixar algo de útil e construtivo, servem apenas para fazer volume. O texto, em certo ponto, generaliza mais ainda, quando cita que, na verdade, apenas 5% das pessoas são excelentes, são profissionais brilhantes, têm interesse numa vida melhor e contribuem para que isso aconteça.

A reflexão é muito importante para nossa vida, pois nos faz repensar as atitudes, principalmente por vivermos de modo a, em muitos momentos, sermos condicionados a fazer algo, conforme a força que atua sobre nós.

Percebe-se que muitas pessoas optam pelo caminho da comodidade e esquecem que muitas conquistas somente serão possíveis dedicando-se o máximo possível naquilo que se deseja. Foco e força de vontade, compromisso com o objetivo traçado possibilitam que não se esteja fora do grupo dos 5%. É muito mais cômodo fazer por fazer, designar à outra pessoa, agir o mínimo. O pior disso tudo é que não é possível separar quem são os 5% quando se está num grupo. Só o passar do tempo vai mostrar a qual grupo cada um pertence.

Entretanto, espero que você, que está lendo este texto, não faça parte daquela fatia maior que se contenta com o pouco, que não pensa em crescer. Que você seja da parcela que prefere passar por essa vida agindo de forma a acrescentar, de ser útil e deixar a sua marca positiva neste mundo. Estamos apenas de passagem. O mínimo é contribuir. Contribuir com o próximo, com a família, com o vizinho e consigo mesmo.

Há também as mentes pequenas, que são aqueles dentro dos 95%, que se orgulham em fazer parte desse grupo. Muitas vezes, gostaríamos de ter o poder de mudar o mundo, porém não o temos. O certo é que temos o poder de fazer a diferença em nossas pequenas atitudes diárias. Então, você faz parte dos outros 95%???

Você pode não saber para qual grupo pertence, porém pode agir de modo a escolher para qual grupo deseja pertencer. Se não agirmos de acordo, sobraremos na turma do resto.

Seja seleto. Não seja coadjuvante. Seja 5%. E mais: ajude os outros a aumentarem esse índice dos 5. Seja a diferença! Faça a diferença! Uma vida de iguais não faz sentido. Valorize a diferença!

 

TEXTO PUBLICADO NO JORNAL ABCNOTÍCIAS EM 17 DE ABRIL DE 2014