logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Primeira etapa de vacinação contra aftosa começa nesta quinta-feira, 1º de maio

aftosa-2013

 

O Rio Grande do Sul é o único estado a doar vacinas contra a febre aftosa a pecuaristas familiares com até cem animais e enquadrados nos critérios do Pronaf (Programa Nacional da Agricultura Familiar) e Pecfam (Programa Estadual de Desenvolvimento de Pecuária de Corte Familiar). Na primeira etapa da campanha, que acontece de 1º a 30 de maio, serão distribuídas 5 milhões de doses, em um investimento de R$ 8,5 milhões do Estado.

A abertura oficial, que acontece na próxima quinta-feira (1º), no município de Soledade/RS, conta com a participação do governador do Estado, Tarso Genro, e do secretário da Agricultura, Claudio Fioreze. O evento será realizado às 11h30min, na propriedade de Regis Moraes da Rocha, na localidade de Linha Sede, a 800 metros do Parque de Eventos Rui Ortiz, onde estará acontecendo a Exposição Feira de Soledade (Exposol).

Obrigatória, a imunização deve ser feita em todo rebanho bovino e bubalino estimado em 14 milhões de cabeças. A Regional de Rio Pardo, por exemplo, recebeu 306 mil doses, já distribuídas às Inspetorias de Defesa Agropecuária (IDA).

 

Casas agropecuárias capacitadas

Treinadas pela Secretaria da Agricultura em março e abril, 400 casas agropecuárias credenciadas pelo Estado já estão capacitadas para armazenar e comercializar as vacinas. A intenção é fazer com que as doses cheguem ao produtor de forma adequada. A recomendação é de que sejam mantidas a 2ºC e 8ºC. No treinamento, os estabelecimentos também aprenderam sobre a legislação referente ao tema.

 

Eficiência vacinal e circulação viral em 2014

Conforme determina a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), a cada dois anos é necessário realizar inquérito soroepidemiológico de eficiência vacinal. No Rio Grande do Sul, acontecerá este ano. As amostras serão coletadas em localidades e propriedades sorteadas entre todas as cadastradas na Seapa.

Com isso, pretende-se comprovar eficiência da imunização do rebanho, que, na etapa de novembro do ano passado, chegou a 97,9% do total. Ainda em 2014 a Seapa fará estudo de circulação viral. A meta é comprovar que o vírus da febre aftosa não está circulando nos rebanhos. Ambos os testes serão realizados em propriedades diferentes.  

 

FONTE: GOVERNO - RS