logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Chapada apresenta focos de dengue

dengue

Estiveram na Rádio Simpatia na manhã da quinta-feira, 31 de janeiro, a vice-prefeita Loiva Gauer e Getúlio Machado, da Funasa (Fundação Nacional da Saúde), falando sobre o assunto dengue. Segundo Getúlio, em cada município há pontos estratégicos e armadilhas para realizar visitas que são feitas por agentes de saúde para descobrir se há focos de dengue. Os pontos estratégicos são visitados quinzenalmente e as armadilhas, semanalmente. E nessas visitas em Chapada foi detectado um focos do mosquito, e posteriormente, apareceram mais 3 focos, totalizando 4 focos do mosquito da dengue em Chapada.

Amostras dessa água contaminada encontrada em Chapada estão sendo levadas periodicamente a Palmeira das Missões, e caso seja encontrado mais dois focos o município já é considerado infestado.

Segundo Loiva e Getúlio, os moradores podem ajudar removendo água parada em caixas d’água destampadas, pneus, e outros depósitos. O mosquito prefere água parada e limpa, sendo a água da chuva propícia para a proliferação das larvas do mosquito.

Nos focos identificados foram encontradas larvas do mosquito, sem a presença de mosquito. O importante é o controle da larva. As etapas do mosquito são: ovo, larva, pulpa e o mosquito. Do ovo até a fase adulta, leva de 7 a 10 dias. O mosquito age durante o dia.

A vice-prefeita comentou que ainda não houve casos de pessoas picadas, porém, todos devem estar atentos para que a doença não se instale no município. No ano de 2012 o Rio Grande do Sul apresentou 122 de casos de dengue. Em Chapada não há o vírus da dengue circulando, apenas o transmissor.

Cada munícipe deve fazer a sua parte e colaborar para que seja evitada essa doença.

 

FONTE: REDAÇÃO JORNAL DE CHAPADA