logo fm91 logo 1500am whats-radio9

SAÚDE & BEM-ESTAR - Enxaqueca atinge cerca de 13 milhões de brasileiros

485b6eafad4b4dc233929278565b67a9

Cerca de 70% das mulheres e 50% dos homens podem apresentar ao menos um episódio de dor ao mês

De acordo com a pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Cefaleia, 95% da população apresentará uma dor de cabeça ao longo de sua vida. O número de pessoas que sofrem com enxaqueca crônica, ou seja, que sentem dor pelo menos 15 dias do mês, já alcançou a marca de 13 milhões brasileiros. Cerca de 70% das mulheres e 50% dos homens podem apresentar ao menos um episódio de dor ao mês.

Apesar de ser considerada uma doença multifatorial, algumas de suas causas ainda são indefinidas. No entanto, existem alguns fatores que ajudam a desencadear as crises, como o uso excessivo de analgésicos; jejum prolongado; preocupações excessivas que levam ao estresse, ansiedade e tensão; insônia; falta de exercícios físicos; alguns alimentos como queijos fortes e chocolate, e também o consumo excessivo de café e de bebidas alcoólicas.

Medicamentos que são capazes de combater as crises foram lançados ao longo dos últimos anos, ajudando pessoas que sofrem seguidamente de algum tipo de cefaleia. Alguns desses medicamentos podem ser considerados abortivos ou sintomáticos, ou seja, que são úteis para interromper as dores. Porém, se utilizados em excesso, podem causar complicações e até o agravamento da cefaleia. Há também medicamentos preventivos que são destinados a pessoas com alta frequência e crises fortes de dor de cabeça, que não correspondem à medicação sintomática.

Confira algumas dicas da área de Medicina Preventiva da Unimed Porto Alegre que podem ajudar a evitar a enxaqueca:

- Dormir bem: uma boa noite de sono promove uma sensação de bem-estar geral. O pouco tempo de sono e até mesmo o excesso podem desencadear dores ao longo do dia.

- Evitar o excesso de cafeína: além de muito café, outros líquidos como refrigerantes também contém cafeína. Valores acima de 200 mg da substância/diários contribuem para o surgimento do quadro de dor.

- Fazer exercícios: durante as atividades físicas o corpo libera substâncias como a endorfina, que promovem a sensação de relaxamento.

- Comer adequadamente: a ingestão de alimentos a cada 4 horas mantém o organismo ativo e a circulação de sangue adequada. Longos períodos de jejum fazem com que o corpo trabalhe mais e gere substâncias causadoras de dor.

- Ir ao médico: pequenos sinais frequentes de enxaqueca devem ser tratados imediatamente após serem notados, a fim de evitar que o problema se torne crônico.

Fonte: Enfato.