logo fm91 logo 1500am whats-radio9

FRAUDE NO LEITE - Cooperativa terá de explicar ao MP a presença de álcool etílico no leite

pia

O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai notificar a Cooperativa Agropecuária Petrópolis (Piá), de Nova Petrópolis, para prestar esclarecimentos sobre irregularidades em dois lotes de leite UHT e um de requeijão produzidos pela empresa. Durante o serviço de inspeção da Superintendência do Ministério da Agricultura, no dia 15 de julho, foi feita a identificação da presença de álcool etílico em amostra de leite cru refrigerado, o que levou à interdição do posto de refrigeração da empresa em Vila Flores por quatro dias, de acordo com o superintendente da Agricultura no Estado, Francisco Signor.

Alcindo Bastos, da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor, afirmou ontem que a notificação para que a empresa explique as razões da irregularidade e o andamento da retirada dos lotes do mercado será feita o mais breve possível, sem especificar uma data.

Em comunicado à imprensa, a Piá alega que em análises internas e nas amostras enviadas para análise externa — em laboratório credenciado pelo Ministério da Agricultura — não foi constatada irregularidade. Ainda assim, de acordo com a cooperativa, os produtos listados pelo ministério que ainda estiverem no mercado serão recolhidos. 

Os lotes com produção irregular apontada pela superintendência da pasta no Estado são: L02/2 e L2-3 (leite UHT integral fabricados em 26/06/2014 e com data de validade até 26/10/2014) e o lote L2 de requeijão light (200g) fabricado em 30/06/2014 e com data de validade até 30/09/2014.

Fonte: Zero Hora