logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Notícias &, por Caren Luísa Klein

textossite

Você já sentiu algum desejo? Sim, daqueles que você ‘precisa’ comer algo? Isso já aconteceu comigo e deve ter acontecido com você também...

Muitas pessoas acham estranho, e  nunca havia parado para pensar o que podia ser isso. Normalmente quando dizemos que estamos com desejo de algo, logo as pessoas incomodam “está grávida”, como se só as mulheres grávidas podem ter vontades.

Pensando nisso e navegando pela internet em busca de novos assuntos,  encontrei uma matéria, que achei interessantíssima, no site do jornal Zero Hora, com o seguinte título: ‘Saiba por que você tem vontade repentina de comer chocolate, doces e outros alimentos’.

Para explicar melhor o que estou querendo dizer, e para você que já teve desejos, entender o que isso pode ser, transcrevo a seguir a matéria:

A forte vontade de comer um chocolate pode não significar apenas um desejo por um doce e sim um aviso de seu organismo para a falta de algum nutriente importante para a saúde. O jornal Daily Mail reuniu as vontades mais repentinas e explicou o que elas representam para o organismo:

Chocolate: o chocolate é rico em magnésio. Fortes desejos de comer o doce pode indicar uma deficiência de um mineral vital para a sua pele e cabelo. Além disso, os níveis do mineral caem durante a segunda metade do ciclo menstrual, o que sugere uma possível ligação com muitos dos sintomas da TPM. Solução: se você realmente precisa comer um chocolate, escolha um que contenha pelo menos 75% de cacau, pois, assim, o alimento conterá mais magnésio e menos açúcar. Uma opção mais eficaz são as nozes, mas vegetais verdes, arroz integral, pão integral e sementes de abóbora também podem ajudar na reposição dos níveis de magnésio.

Carne: seu corpo precisa de ferro, mas também pode significar que você tem baixos níveis de zinco. O mineral desempenha um papel importante na função imunológica, entre outras coisas. O zinco também é vital para a divisão celular e para uma pele saudável, além de cabelo e unhas mais fortes. Solução: a carne vermelha é a melhor fonte, mas mariscos, lentilhas, espinafre, sementes de abóbora, queijo e pão integral também são boas alternativas. Uma reportagem publicada no Canadian Medical Association Journal afirmou que níveis altos do mineral reduzem significativamente a duração dos sintomas do resfriado.

Doces: você poderia ser deficiente em cromo, um mineral que age com a insulina para facilitar a absorção de glicose do sangue para as células do corpo. De fato, estudos em pacientes diabéticos mostram que o cromo pode ajudar a equilibrar os níveis de açúcar no sangue. Solução: optar pelos doces quando você está com níveis baixos de açúcar agrava o problema, pois faz com que o organismo produza insulina e faça com que haja uma queda ainda maior no açúcar. Em vez disso, coma carnes ricas em cromo, como fígado, rim e frango. Vegetais como cenoura, batata, brócolis e aspargos também são uma boa fonte do mineral. Outros alimentos indicados são grãos integrais e ovos.

Queijo: você pode estar pobre em cálcio mineral. O cálcio não só ajuda a formar e manter dentes e ossos saudáveis, como também desempenha um papel vital na função nervosa e muscular. Solução: queijo, leite, iogurte, salmão e sardinha em lata, brócolis e amêndoas são ricos em cálcio. Para absorver o cálcio, o seu corpo necessita de vitamina D, produzida principalmente pela exposição da pele ao sol.

Gelo: estranhamente, o desejo de gelo às vezes é um sinal de que você tem anemia e seu corpo é deficiente em ferro. Os médicos não sabem ao certo o porquê, mas pode ser que o gelo ajude a aliviar a inflamação dolorosa na boca, que pode ser um sintoma. Solução: a melhor fonte de ferro é a carne vermelha. Mas pão integral, figos, damascos, espinafre, brócolis e lentilhas também contém o nutriente. Sardinhas são uma boa opção também.

Publicado no ABCNotícias do dia 15/8/2014