logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Saúde & Bem-Estar, Dia do Nutricionista

Embora a profissão tenha pouco mais de 70 anos, a carreira de nutrição teve um crescimento expressivo, especialmente nos últimos 20 anos. Entre 2000 e 2008, observou-se uma duplicação do número de nutricionistas no país, o que mostra que o interesse pela profissão aumentou, na medida em que a carreira tem conquistado reconhecimento e importância nas últimas duas décadas.

As áreas que concentram o maior número de oportunidades são a de nutrição clínica e alimentação coletiva. Embora o número de vagas para concurso público ainda esteja abaixo da expectativa, esta é atualmente uma área com muita procura entre os nutricionistas, devido à estabilidade e aos melhores salários comparados à iniciativa privada.

A partir da análise de cinco profissões da área da saúde (medicina, enfermagem, odontologia, farmácia e nutrição), a nutrição é a que apresenta o menor contingente de profissionais, com cerca de um médico ativo para cada 559 habitantes no país, contra um nutricionista para cada 3.164 habitantes. Embora tenha havido um expressivo crescimento do número de nutricionistas nos últimos 20 anos, certamente também em função do crescimento na oferta de cursos superiores em nutrição, a profissão ainda tem muito a crescer para poder contribuir com a promoção de qualidade de vida da população.

Apesar de ser um grande conhecedor dos alimentos, de suas composições e nutrientes, o nutricionista não precisa, necessariamente, ser um cozinheiro exemplar. Sua função nas unidades de alimentação não é cozinhar, mas propor formas saudáveis de alimentação, mesclando sabor e apresentação e supervisionar todo o processo que envolve a confecção de refeições. A obrigação de preparar as refeições, entretanto, é do cozinheiro.

Fonte: www.catho.com.br