logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Ortotanásia - mulher decide data em que deseja morrer

ortotanasia-11475135-2855

A norte-americana Britanny Maynard descobriu um câncer cerebral terminal logo após se casar. Os médicos lhe disseram que ela não teria mais que seis meses de vida e que sua morte viria com sofrimento e muitas dores.

Brittany decidiu então morrer com auxílio médico, através de ortotanásia ,tratamento que não visa a prolongar a vida, é permitido e considerado ético em alguns estados dos EUA - diferente do Brasil, onde a prática é ilegal.

Ela também decidiu viajar com o marido e com amigas para aproveitar seus últimos dias de vida. Além disso, ela fundou o The Brittany Maynard Fund, uma organização que tem como objetivo receber fundos e lutar para que a eutanásia seja legalizada nos Estados Unidos.

A ortotanásia consiste em tratar os sintomas de uma doença - ainda que ela seja terminal - para melhorar a qualidade de vida. A ortotanásia seria deixar morrer, enquanto a eutanásia seria fazer morrer. Brittany já decidiu a data em que vai morrer: 1º de novembro, um dia depois do aniversário do marido.

"Eu espero aproveitar os dias que eu ainda tenho neste planeta lindo cercada por aqueles que eu amo. Espero morrer em paz. A razão para considerar e o seu valor é ter certeza de que você não a está desperdiçando. Aproveite o dia. Esqueça o resto", disse diz Brittany, em um vídeo divulgado recentemente, no dia do lançamento do projeto.

Fonte: Vila Mulher