logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Fepam emite licença para início das obras da ponte do Guaíba no RS

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu nesta quinta-feira (9) o licenciamento necessário para o início da construção da nova ponte do Guaíba, em Porto Alegre. O contrato das obras foi assinado em março deste ano, após a presidente Dilma Rousseff anunciar o prazo de conclusão em até três anos em visita ao Rio Grande do Sul.

A licença prevê diversas condicionantes quanto ao manejo e resgate de fauna nativa, às medidas de controle ambiental, ao  meio antrópico, ao meio físico e ao patrimônio histórico e artístico, entre outras. Em 90 dias a empresa que realizará a construção deverá apresentar à Fepam cópia do protocolo de processo quanto ao Licenciamento Ambiental Prévio das áreas para reassentamento, além de projeto de remoção e reassentamento da população atingida, em nível executivo, como o plano de execução que contenha, entre outras informações, as ações, os agentes responsáveis e o cronograma de implantação.

Segundo a Fepam, estudos de impacto ambiental foram realizados na região e a construção foi contemplada. Segundo o governador Tarso Genro, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) irá preparar o cronograma de obras. De acordo com o projeto, a nova ponte e os acessos terão uma extensão de 7,3 quilômetros. A travessia terá 28 metros de largura, com duas faixas de rolamento, com acostamentos e refúgio central para cada sentido.

A construção das vigas deve começar imediatamente. Para isso, será necessária a remoção de 850 famílias, que serão instaladas em uma vila temporária, até as casas definitivas ficarem prontas.

De acordo com o Diário Oficial da União, o custo da obra, apresentado pela empresa Queiroz Galvão e pela EGT Engenharia, vencedoras da licitação, é de R$ 649,62 milhões para a construção dos 7,9 quilômetros de extensão. O valor é 26,28% abaixo do que foi orçado pelo governo federal.

Fonte: G1