logo fm91 logo 1500am whats-radio9

3 doenças bucais mais comuns e como tratá-las

saudebucal-doencas-11475135-2920

Você já foi ao dentista este ano? Muitas pessoas passam anos sem visitar um consultório odontológico ou pior, nunca passaram por uma consulta. Segundo o Ministério da Saúde, mais de 2,5 milhões de brasileiros fazem parte desta estatística e, delas, 88% apresentam algum problema de saúde bucal e não sabem.

Aliados da saúde bucal, a escova de dentes e fio dental conseguem prevenir a maior parte das doenças. "Fica por conta da escova o trabalho mais 'pesado' de limpar os dentes, língua e bochechas - que retêm os resíduos causadores da cárie e halitose - já o fio dental limpa onde a escova não alcança," explica Dr. Ricardo Ladorucki, dentista especialista em odontologia estética e consultor da farmácia digital Netfarma

Confira quais são as 3 doenças mais frequentes e como evitá-las:

Cárie - Causada por acúmulo de resíduos nos dentes, a cárie é a doença mais comum, atingindo cerca de 80% da população mundial. "Uma boa escovação e uso diário do fio dental impendem que as bactérias formadoras das cáries trabalhem", conta Dr. Ricardo.

Halitose - Conhecida também como mau hálito, a doença prejudica relações pessoais e de trabalho por conta do mau cheiro vindo da boca do indivíduo. "Cuidados de higiene, especialmente com a língua, ajudam no combate ao problema. O indicado é escovar a língua com a mesma frequência que se escova os dentes."

Gengivite - Causada por falta de higiene adequada, a gengivite se dá pelo sangramento da gengiva decorrente do acúmulo da placa bacteriana; em casos mais graves acarreta perda dos dentes. "Nesses casos o uso do fio dental é fundamental para a higiene entre os dentes, principal fator resultante na doença."

Dr. Ricardo Ladorucki alerta para as visitas regulares ao dentista. "Assim como é recomendado realizar um check-up anual, é muito importante ir ao consultório odontológico, a saúde bucal precisa ser levada a sério", finaliza.

Fonte: Vila Mulher