logo fm91 logo 1500am whats-radio9

“Energias”, por Jefferson de Ramos

Jeffe e Eloy

 

Essa semana, entre algumas leituras, deparei-me com um artigo sobre uma pesquisa de psicólogos russos que garante que a energia dos outros realmente passa para nós, e vice-versa.

Há quem acredite, e ache uma grande bobagem sem fundamentação segura. Particularmente, estou no grupo daqueles que creem, por isso li com atenção, e trocando em miúdos, o ser humano seria como uma “bateria que caminha”, tendo energias positivas e negativas.

Diante da leitura, não há como não comparar o estudo com o nosso dia a dia.

Acredito que praticamente todos nós um dia já dissemos: - Fulano ou determinado lugar, tem uma energia ruim. Isso me esgota! Pois bem. Segundo os russos, isso realmente acontece.

A pesquisa ainda recomenda que a primeira coisa a fazer ao chegar em casa é tomar banho.  Segundo a tese, o banho põe pelo ralo a energia ruim que trazemos da rua, do ambiente de trabalho e, mais importante que tudo, de nós mesmos que acabamos retendo e criando energias ruins.

Crendo ou não, nada melhor que prestar atenção e classificar o que realmente nos faz bem, sejam pessoas ou ambientes, não é? Ah, e não podemos esquecer também que aqui no Sul temos uma expressão muito utilizada, que pelo jeito está fora de contexto. Da próxima vez que se sentir incomodado e esgotado com determinado ambiente ou pessoa, não mande tomar banho! Vá você tomar um, e assim, livrar-se do que perturba.

Sempre soubemos que banho é sinônimo de higiene e faz bem à saúde, e já que pode fazer bem ao corpo e às energias da alma, que tal um banho agora?