logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Caçapava do Sul - Preso religioso por suspeita de pedofilia

17098556

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira, o ex-padre João Marcos Porto Maciel, 74 anos, em Caçapava do Sul, na Região Central. Ele deverá ficar detido temporariamente durante 30 dias por ser alvo da Operação Silêncio dos Inocentes, que visa a investigar suspeitas de abusos sexuais de crianças e adolescentes. 

Conhecido pelo nome de Dom Marcos de Santa Helena, ele teria praticado, segundo investigações policiais, violência sexual contra dois garotos de 11 e 12 anos — um morou sob a guarda e outro frequentava a abadia dele — , na zona rural da cidade, onde são oferecidas gratuitamente aulas de música a jovens carentes desde 1997 e celebrações religiosas à comunidade. 

No local, a polícia fez buscas a procura de documentos e objetos que auxiliem nas investigações. Excomungado da Igreja Católica por apostasia (afastar-se da doutrina), em 2009, e expulso da Igreja Anglicana, em 2011, pelo que foi chamada pelo seu superior de alta traição e atitudes sorrateiras, Dom Marcos se apresenta como arcebispo da “Igreja Veteroxoda”. 

Dirige a abadia, conhecida como mosteiro de Santa Cecília, onde também moram, há mais de 20 anos, dois jovens monges, igualmente excomungados por seguirem os passos de Dom Marcos. Em nenhuma das igrejas haveria queixas de pedofilia contra o religioso. Os dois monges devem prestar depoimento à polícia com apoio de psicólogos da prefeitura de Caçapava.

Os casos de abusos contra os garotos de Caçapava teriam ocorrido há cerca de cinco anos, mas chegou ao conhecimento da polícia em setembro, impulsionados por um pedido de investigação do Ministério Público, após o lançamento de um livro escrito pelo comerciante mineiro Marcelo Ribeiro, 49 anos, no qual narra ter sofrido agressões sexuais atribuídas ao religioso, identificado por maestro, nas décadas de 1970 e 1980. 

Fonte: ZH