logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Decretado luto oficial de 3 dias em Chapada

MILTON 

Faleceu ontem, quarta-feira (27), no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, Milton Kissmann Kamphorst, 72 anos, ex-prefeito do município de Chapada. Por esse motivo, o Prefeito Municipal Carlos Alzenir Catto, no uso de sua atribuições legais, decretou luto oficial de 3 dias, conforme o decreto n° 043/2013.

 

A vida de Milton

 

Milton nasceu no dia 28 de maio de 1941 em Chapada, filho de Theobaldo Kamphorst e Frieda Kissmann Kamphorst, tendo vivido sua infância na casa onde atualmente reside o senhor Ermindo Kunrath. Aos 14 anos, Milton era cobrador de ônibus, trabalhava com seu pai que fazia a linha de Palmeira das Missões e Carazinho. Estudou por um tempo no colégio interno em Sarandi e aos 16 anos conseguiu uma licença para dirigir e se tornou motorista de ônibus, quando fazia viagens a Três Passos, profissão que exerceu por aproximadamente 1 ano. Em seguida tornou-se motorista de um padeiro e os dois faziam vendas no interior, sendo que Milton ganhava 20% sobre o valor das vendas. Com o dinheiro que economizou ao longo dos anos de trabalho conseguiu comprar um carro Ford 29 conseguindo atuar também como motorista de um dentista e taxista fazendo transporte de pessoas para o interior do município e cidades vizinhas. Após passou a negociar carros que eram adquiridos por ele em Porto Alegre e revendidos em Chapada. Mais tarde constituiu a empresa MIA – Máquinas e Implementos Agrícolas, onde revendia plantadeiras, trilhadeiras e demais implementos.

Milton conheceu Noemy por intermédio das famílias que eram amigas, a mãe de Milton era madrinha de Noemy. Na confirmação de Noemy, Milton participou da festa junto com sua mãe e foi neste momento que iniciou a paquera entre os dois que uniram-se em matrimônio. No dia 12 de fevereiro de 1969, passando a noite de núpcias, em Passo Fundo, no Hotel Serrador.

Naquela noite eles juraram amor eterno, na presença de familiares e amigos e passaram a construir uma relação marcada pelo companheirismo, união e muito amor que agora completa 40 anos.

Juntos os dois construíram o futuro tão sonhado pelo casal. Em 1971, adquiriram o Posto do Avião, que administraram até o ano de 2008, quando alugaram o mesmo para a Coagril.

Ao longo do tempo, o casal enfrentou dificuldades, comemorou conquistas e celebrou a vida, especialmente com a chegada dos filhos Everton no dia 21 de abril de 1972, e Marlon no dia 27 de agosto de 1975. Eles completaram a felicidade do casal e desde pequenos representam tudo para a vida de seus pais que dizem nunca ter tido desgosto com os dois.

Com o apoio da esposa, Milton entrou na vida política em 1983, por meio do incentivo da comunidade, pois era muito conhecido na cidade e no interior. Segundo relatado por ele, emprestava seu automóvel fusca para os vereadores fazer campanha, sendo que cada um dos candidatos podia utilizá-lo por oito dias. Neste mesmo ano, ele foi eleito prefeito do município e destaca como principais fatos de sua administração: a criação da Rádio Simpatia sendo sócio-fundador desta empresa; Construção do pórtico de acesso a cidade; Construção do Ginásio Municipal (feito somente com mão de obra da prefeitura em seu mandato); Construção do atual prédio do Banco do Brasil; Colocação de centrais telefônicas em todos os distritos; Construção de aproximadamente 28 escolas; Aquisição de um aparelho de Raio X para o Hospital São José (aparelho utilizado ainda hoje); Calçamento em várias ruas da cidade; Tratamento para chapadenses em Hospício de Porto Alegre; e apresentação do grupo Esquadrilha da Fumaça na cidade.

Em março de 2006 Milton sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que o deixou debilitado por um período, mas conseguiu se recuperar. Um ano depois sofreu outro que o deixou com sequelas. Desde então, a compreensão e o amor da família foram importantes para a adaptação de Milton a uma vida diferente do que ele tinha antes. Apesar disso, Milton nunca deixou de ser otimista e empreendedor e Noemy cuidadosa e paciente.

Com a ajuda da esposa e dos filhos que atualmente cuidavam dos negócios da família, Milton recuperou boa parte de seus movimentos, eles sentiam-se ainda mais unidos e felizes com sua recuperação.

No entanto, há alguns dias, Milton estava internado no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo e faleceu ontem, quarta-feira, 27 de março.

 

FONTE: REDAÇÃO RÁDIO SIMPATIA E JORNAL DE CHAPADA