logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Chapadense cometeu crime passional

 Mattos

Na madrugada da última terça-feira, dia 28 de maio foi de tensão e desespero no município de Vale Real, próximo a Feliz. Já era passado da 1h da madrugada, quando tiros findaram com a vida de Roseli de Fátima Machado Cardoso, 42 anos, e Carlos Alberto da Silva Mattos, 40, no apartamento 1, da Rua Aliança, n° 151.

Segundo a Brigada Militar (BM), ambos teriam discutido, antes de Mattos atirar quatro vezes contra Roseli de Fátima e, posteriormente, tirar a sua própria vida.

Roseli de Fátima foi atingida na cabeça e faleceu na hora. O autor do fato, que atirou contra a própria cabeça, ainda foi socorrido ao Hospital Schlatter, de Feliz, onde antes mesmo de dar entrada veio a falecer. Ainda de acordo com a Brigada Militar, o crime teria sido presenciado pelos três filhos do casal, frutos de relacionamentos anteriores.

Mattos era pai de um jovem de 16 anos, que ainda teria tentado desarmar o pai, antes de cometer o crime. Roseli de Fátima era mãe de uma adolescente e de uma criança, que fugiram de casa ao perceberem que Carlos de Mattos estava armado.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do município de Feliz, que irá aguardar um melhor momento para ouvir os filhos a respeito do que ocorreu dentro do apartamento. Os três foram levados para uma casa de amigos do casal, fora de Vale Real, uma vez que ambos não tinham parentescos na cidade.

Os três encontram-se em estado de choque. Carlos Alberto da Silva Mattos era caminhoneiro e conhecido pelo apelido de Feitosa. Morava há alguns anos em Vale Real e havia ficado viúvo no ano passado. Mattos era natural do município de Chapada e tinha um relacionamento recente com Roseli de Fátima, que tinha se mudado de Canoas para Vale Real há poucos meses.

 

FONTE: JORNAL A VISÃO DO VALE E JORNAL DE CHAPADA