logo fm91 logo 1500am whats-radio9

ACESSIBILIDADE DIGITAL: Um exemplo de solidariedade e dedicação

pc

Há muito tempo se fala em acessibilidade, que é garantir o acesso de todos à tudo, garantindo assim seus diretos. Esse termo vem sendo discutido no decorrer dos anos, e com isso muitas ações já foram realizadas, em diversos ramos. Quando se fala em ‘acessibilidade’, logo se pensa nas pessoas com qualquer tipo de deficiência, onde as mesmas são beneficiadas com melhorias que são realizadas nas cidades, meio de transporte, tecnologia, enfim, diversas outras.

Dentre todas essas melhorias, existe a acessibilidade digital, que é a capacidade de um produto ser flexível o suficiente para atender às necessidades e preferências do maior número possível de pessoas, além de ser compatível com tecnologias assistidas usadas por pessoas com necessidades especiais, garantindo desta forma o fácil acesso de todos que a utilizam. Mas é nessa hora que cabe uma pergunta: TODOS têm acesso a essa tecnologia?

É nesse ponto que entram as ações das pessoas. Nem todos têm oportunidade de ter algum aparelho eletrônico em casa. Em muitos casos, famílias até podem ter um bom trabalho, mas é difícil sobrar ao final do mês um dinheiro para comprar algum eletrônico. E então, aparecem algumas pessoas que realizam boas ações e criam as oportunidades, para muitas famílias que não têm condições. Nesse sentido, o Jornal de Chapada tomou conhecimento de que existe um trabalho voluntário no município e foi verificar como funciona e descobrir quem são as pessoas que realizam este trabalho.

O JC descobriu que esse trabalho é feito por Nilson Rodrigo de Oliveira, de 34 anos e a esposa Janice Regina Rohr de Oliveira, de 30 e com a ajuda de mais algumas pessoas. Para saber exatamente o que eles fazem é necessário contar uma história.

Confira no Jornal de Chapada desta sexta-feira, 14 de junho.

 

FONTE: REDAÇÃO JORNAL DE CHAPADA