logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Polícia responsabiliza adolescente de 12 anos por morte de estudante em Cachoeirinha

 

Após ouvir 22 testemunhas, incluindo alunos e socorristas, o delegado Leonel Baldasso, da 1ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, concluiu a investigação sobre a morte da adolescente Marta Avelhaneda Gonçalves, 14 anos. A vítima foi morta por asfixia dentro da sala de aula no dia 8 de março, na Escola Estadual Luiz de Camões, em Cachoeirinha. As informações são de Zero Hora.

Após ouvir os relatos dos alunos que presenciaram a briga, o delegado concluiu que apenas uma adolescente de 12 anos foi responsável por provocar a morte da vítima. A participação de outras duas meninas, que chegaram a prestar depoimento logo após o fato, foi descartada.

"De acordo com os depoimentos, uma delas correu para chamar a professora e a outra tentou separar as meninas que brigavam", explicou Baldasso.

A adolescente, que não terá o nome revelado por ser menor de idade, foi responsabilizada pelo ato infracional de homicídio. Em seu depoimento, ela negou que tenha estrangulado Marta e disse que a vítima teria incitado a briga. No dia da morte, a jovem alegou que Marta teria batido a cabeça.

Em depoimento, os alunos contaram que a adolescente responsabilizada revelou o golpe no pescoço da vítima para uma amiga: "Bah, apertei o pescoço dela, mas não fala para ninguém, diz que ela bateu com a cabeça".

INFORMAÇÕES: GAÚCHA