logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Com críticas a Sartori, Marlon Santos assume presidência da Assembleia

marlon

O deputado Marlon Santos (PDT) tomou posse, nesta quinta-feira (1º), como novo presidente da Assembleia Legislativa gaúcha. Durante discurso, responsabilizou o que chamou de falta de diálogo do governador José Ivo Sartori pelo fato de nenhum projeto ter sido votado na convocação extraordinária da Casa, realizada entre segunda e quarta-feira.

Segundo o deputado, a Assembleia não ter votado o projeto que autoriza o Estado a aderir ao regime de recuperação fiscal da União indica que os parlamentares tinham dúvidas sobre o tema. Para ele, sugestões também não foram ouvidas pelo governo.

Em entrevista coletiva após a cerimônia de posse, Marlon Santos disse que sua primeira ação como presidente da Assembleia será a tentativa de pacificar a relação entre Executivo e Legislativo. Para o deputado, a ausência de Sartori – que viajou para Santa Catarina e foi representado pelo vice, José Paulo Cairoli – indica o tamanho da crise entre os poderes.

— Estamos no pico da crise. Eu vim pronto para fazer um discurso mandando beijos e tive que fazer um discurso de estadista. O troço pegou fogo, o governador não veio na minha posse, quer dizer, temos um problema. Os deputados de todos os lados estão tristes. Temos que azeitar as coisas — apontou o parlamentar, que está em seu terceiro mandato e foi o mais votado da bancada pedetista.

Entre os ex-governadores, apenas Yeda Crusius (PSDB) compareceu à cerimônia. Dos senadores gaúchos, apenas Ana Amélia Lemos (PP) esteve presente. O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, também não foi à solenidade.

O PDT assume a presidência da Assembleia cumprindo revezamento – elogiado por Marlon – feito entre as quatro maiores bancadas da Casa. Desde o início do governo Sartori, PMDB, PP e PT já ocuparam o posto. 

FONTE: GZH