logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Após cerco, polícia liberta refém e prende três suspeitos de ataque a carro-forte na Serra

carro forte

 

Uma mulher que havia sido feita refém pelo grupo de criminosos que atacou um carro-forte na BR-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis, foi libertada na tarde desta terça-feira (6). Ela foi feita refém na casa dela, no município de Monte Belo do Sul, para onde os criminosos fugiram.

Segundo a polícia, participaram do ataque de seis a oito criminosos — o número ainda não está confirmado. Após o assalto, os criminosos fugiram em direção a Monte Belo do Sul. Nas proximidades do acesso ao município, eles trocaram tiros com a polícia. Após abandonarem duas armas nesse local, fugiram. Na fuga, eles chegaram à casa da vítima, que foi feita refém. Outros comparsas fugiram para um matagal.

De acordo com o chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Bento Gonçalves, Lucas Martins, um assaltante foi preso na residência da vítima e outros dois no matagal. A PRF mantém buscas na região.

Com os presos, foram apreendidos coletes balísticos, explosivos, uma pistola, duas armas calibre 12, uma metralhadora .50 e grande quantidade de dinheiro. A metralhadora é de uso exclusivo das Forças Armadas e semelhante à usada nos assaltos a carros-fortes ocorridos em Vacaria e na Vila Cristina, em Caxias do Sul, no ano passado. Conforme o delegado do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), João Paulo de Abreu, a munição é a mesma usada nos ataques anteriores, mas ainda não se sabe se os crimes foram praticados pelos mesmos criminosos. Outro fato relacionado aos crimes de 2017 é que o carro-forte atacado nesta manhã é o mesmo que foi alvo em Vacaria. Ele havia sido reformado e voltou a ser utilizado.

Ainda segundo informações do delegado do Deic, o grupo estava em uma Tucson que ultrapassou o carro-forte na rodovia e o interceptou. O bando usou a metralhadora para romper a blindagem do veículo. Com isso, os seguranças tiveram de sair do carro-forte. Houve troca de tiros com os criminosos. Um dos bandidos teria sido atingido. Nenhum dos seguranças foi baleado.

FONTE: GZH