logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Homem que era alvo de atiradores que mataram jovem por engano em hospital do RS está foragido, diz Susepe

ENTERRO

 

O homem que era o verdadeiro alvo dos atiradores que mataram por engano o jovem Gabriel Minossi, de 19 anos, dentro do Hospital Centenário, em São Leopoldo, na madrugada de sexta-feira (9), está foragido. Alex Abreu Tubiana, que cumpre pena por homicídio e tem uma acusação de envolvimento com tráfico de drogas, deixou o hospital ainda na tarde de sexta, sem ter recebido alta.

Segundo nota divulgada pelo hospital, o paciente solicitou recusa de tratamento, mesmo orientado sobre os riscos da sua situação clínica. O hospital reforça que negar-se a permanecer internado é uma prerrogativa garantida ao paciente, conforme direito constitucional.

De acordo com a Susepe, ele deveria ter se apresentado na sexta-feira para colocação da tornozeleira eletrônica, o que não ocorreu. A família do apenado chegou a entrar em contato dizendo que ele não poderia se apresentar por estar hospitalizado e ficou de entregar documentos à Susepe. No sábado (10), agentes seriam deslocados até o hospital para efetuar a colocação da tornozeleira, mas Alex deixou a casa de saúde antes disso.

A Susepe entrou em contato com os telefones que estavam no cadastro, mas não obteve retorno. Segundo a Susepe, a custódia de presos para cumprimento de pena é feita no hospital apenas em casos de regime fechado, o que não se aplicava à situação do paciente.

Como não havia vagas no regime semiaberto, Alex foi solto no dia 17 de outubro deste ano. O homem seria incluído no sistema de monitoramento eletrônico e colocaria tornozeleira. Enquanto isso, deveria ser apresentar junto à Susepe, o que fez nos dias 24 de outubro e 1º de novembro.

FONTE: G1