logo fm91 logo 1500am whats-radio9

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE: Três jovens de Chapada participarão do evento

jmj 

Segundo dados repassados por Inês Rambo (coordenadora de catequese e da pastoral de Chapada) antes da Jornada Mundial da Juventude haverá uma preparação que será a semana missionária, na qual a Paróquia São José de Chapada estará com a Cruz Peregrina de 16 ao dia 23, e nesses dias serão realizadas diversas atividades relacionadas à cruz e à preparação dos jovens para a Jornada Mundial da Juventude.

Além desses dias de preparação os jovens já participaram de um encontro na cidade de Cruz Alta onde tiveram um curso de lideranças e teologia pastoral, receberam diversas informações do que irá acontecer no Rio de Janeiro e como deverão proceder. Ficou combinado que a Diocese de Cruz Alta arcará com as despesas dos jovens chapadenses.

Eles sairão de Chapada no dia 21, logo após a Missa de envio, quando se deslocarão para Tio Hugo e se encontrarão com os demais jovens da Paróquia. Com um ônibus da Diocese seguirão viagem até o Rio de Janeiro, onde permanecerão até o dia 29. Todos os jovens do Rio Grande do Sul vestirão uma camiseta da Jornada que possui uma cuia e um brasão do Estado. Os jovens ficarão em um alojamento e devem levar o seu saco de dormir, poderão levar apenas uma mochila e pouca roupa.

O café da manhã será disponibilizado nos locais de catequese, mesmo para os peregrinos que optarem por hospedagem particular. O peregrino também vai receber um cartão refeição para utilizar nos locais conveniados. Cada participante receberá o Kit Peregrino que inclui mochila, camiseta, boné, squeeze, guia do peregrino, livro litúrgico, etc.

As hospedagens serão em casas de família, paróquias, escolas públicas e particulares, universidades, ginásios poliesportivos, casas de festa e centros comunitários.

Os grupos de peregrinos serão alocados de acordo com o idioma. A programação é bem extensa. Além dos atos centrais com a participação do Santo Padre - chegada do Papa, Via-Sacra e vigília em Guaratiba – o peregrino é convidado a participar das catequeses com os bispos pela manhã. Na parte da tarde pode escolher alguma atividade cultural.

De Chapada irão para a Jornada Mundial da Juventude três jovens, entre eles, Jonara Stürmer, Solange Cristina Steffen e Valdecir Zohler. O JC entrevistou-os para saber como surgiu a oportunidade e sobre a expectativa para o evento, que inicia nos próximos dias.

Segundo Jonara, de 22 anos, a oportunidade surgiu através do curso de Lideranças, no mês de maio, em Soledade, onde a coordenadora de catequese Inês Rambo fez o convite e ela aceitou. “Por ser uma experiência única e algo ainda não vivenciado, passam na cabeça muitas ideias, mas tendo em mente que nós jovens e peregrinos vivenciaremos experiências religiosas, culturais e sociais, acredito que teremos compromissos e momentos de reflexão e oração; para depois sermos um ponto de referência constante entre os jovens e também a inspiração para cada iniciativa e compromisso com a comunidade e a educação das novas gerações. Nunca tive esta oportunidade, tanto que quando surgiu o convite, de momento já aceitei, conciliando o trabalho com a viagem”, falou Jonara.

Solange tem 25 anos, e foi convidada a participar de uma reunião para os jovens onde a ideia era criar um grupo de jovens, para formar a Pastoral da Juventude no município de Chapada. “Como estou sempre atuando na comunidade de Linha São Paulo nas liturgias e também por ter feito o curso de Teologia, fui convidada a participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, e resolvi aceitar o convite, pois vai ser uma experiência inesquecível. Espero que os jovens demonstrem mais interesse na religião e possam ver que a Igreja, como um todo, sempre esteve de braços abertos para que possamos conhecer a mensagem de Jesus Cristo, aumentando a Fé e a coragem para sermos discípulos missionários”, falou Solange.

Também participará do evento Valdecir Antonio Zohler, seminarista estagiário na Paróquia São José de Chapada. Valdecir disse que a possibilidade de participar da Jornada Mundial da Juventude surgiu devido a três circunstâncias contextuais determinantes. “Primeiro, a Paróquia São Jose de Chapada se disponibilizou em custear a ida dos jovens à jornada, incluindo a viagem, kit alimentação, transporte e hospedagem dos mesmos, e devido a desistência de alguns dos que foram convidados a fila andou e chegou até mim. É uma experiência de fé impar, de ver e ouvir o Papa ao vivo e a cores, mas, acima de tudo, ter a experiência pessoal de encontro com Jesus e com os irmãos”, disse Valdecir.

Para finalizar, disse que a expectativa na jornada é conhecer novos modos de vivenciar a fé cristã, em meio à realidade urbana e plural. “Penso que a Jornal Mundial da Juventude não é um evento isolado e separado da realidade paroquial dos jovens, pois os que participarão da jornada representam a sua família, seu grupo, paróquia e sua diocese. Assim, para que a jornada não seja apenas ‘fogo de palha’ exigirá uma ‘pós-jornada’, que seria uma abertura de espaços para o jovem atuar na sua realidade paroquial, seja na catequese, seja na liturgia ou especificamente na organização de um grupo de jovens. Já participei de alguns eventos, mas de não desse tamanho”, falou Valdecir.

 

FONTE: REDAÇÃO JORNAL DE CHAPADA