logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Morre Genoíno Pivatto: Um dos antigos fotógrafos chapadenses

Pivatto

No dia 19 de agosto é comemorado o Dia Mundial da Fotografia. Quem não gosta de folhear um álbum antigo ou recente para olhar fotografias, e relembrar as fotos de infância, o registro de aniversários, casamentos, observar o figurino das pessoas, e recordar os ambientes? Fotografia um tempo atrás era coisa muito rara.

Os escassos registros de época podem ser contados nos dedos: as famílias, os irmãos e filhos chorando com medo do fotógrafo, ou então provocar choro e risos para fazer o tradicional quadro de caretinhas. Outra, quem não tem uma foto da escadinha dos irmãos, sem falar das antigas fotos de casamento onde todos os convidados subiam num caminhão para tirar a tradicional foto, e outras para aproveitar a presença do “retratista”.

No dia 13 de agosto, terça-feira, faleceu um dos fotógrafos mais antigos do município, Genoíno Pivatto que foi um dos personagens marcantes que registrou a história de muitas pessoas do município de Chapada e região através de suas fotografias.

Pivatto nasceu no dia 26 de dezembro de 1935, em 2013 completaria 78 anos. Em outubro de 1958 casou-se com Gessi Cemin Pivatto, e em 1960 vieram residir no município de Chapada. Tiveram quatro filhos: Sérgio, Nívia, Jairo e Gerson (Nene) e sete netos: Jéssica, Alana, Guilherme, Felipe, Eduardo, Gabriel e Artur.

Genoíno Pivatto começou vendendo quadros de família pintados a óleo com seu irmão Primo Pivatto entre 1960 e 1962, fez curso de fotografia em Frederico Westphalen – onde residia, interessou- se pela profissão e quando veio para Chapada, abriu um estúdio e, aos 13 anos seu filho Gerson também ingressou na profissão por influência de seu pai.

 

FONTE: REDAÇÃO ABCNotícias